Pressione "ENTER" para buscar ou ESC para sair

Advogado profere palestra em conferência mundial

claudiovalentin

Com o tema Universidades e Singularidades, a XV Conferência Mundial da Sociedade Internacional de Direito de Família (ISFL, da sigla em inglês), será realizada, pela primeira vez na América do Sul. O evento acontece em Recife (PE) entre os dias 6 a 9 de agosto. A proposta é estimular a reflexão dos profissionais do Direito de Família, em todo o mundo, sobre as singularidades de cada local e também sobre os dilemas comuns que envolvem a área.

A conferência contará com diversos expositores e será dividida nos seguintes eixos temáticos: casal; influências econômicas e ideológicas; criança; alienação parental e abuso sexual; interdisciplinaridade; e acesso à Justiça. O advogado Rodrigo da Cunha Pereira abordará na Conferência os aspectos e polêmicas acerca das parcerias de paternidade.

Para o advogado, a Conferência representa um momento especial na discussão do Direito de Família em diferentes aspectos, culturas e visões de mundo. “Poderemos conhecer as diferenças culturais e sua repercussão no Direito de Família e também refletir sobre o que nos une, ou seja, questões semelhantes que povoam a mente dos operadores do Direito em diferentes continentes”, afirma.

Sobre as parcerias de paternidade, tema que discutirá na Conferência, Rodrigo da Cunha acredita que é um dos assuntos que representam uma grande revolução no Direito de Família. Filhos que não são fruto de uma relação conjugal ou sexual entre os pais se tornarão a cada dia mais comuns. “Isto só se tornou possível porque se passou a distinguir, no campo jurídico, parentalidade de conjugalidade. Até pouco tempo atrás, uma mulher que tivesse uma relação extra-conjugal, além de ser considerada culpada pelo fim do casamento, perdia a guarda de seu filho. Já não é mais assim. O Direito já entendeu que não há culpados, mas sim responsáveis pelo fim da conjugalidade”, completa.

Saiba mais sobre o evento.