Pressione "ENTER" para buscar ou ESC para sair

Justiça de São Paulo: pai que mora no exterior tem direito ao contato virtual com o filho

Ascom

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) garantiu a um pai que vive nos EUA o direito ao contato virtual com o filho de três anos, pelo menos duas vezes por semana.

Segundo informações do portal Migalhas, o pai narrou que já vem mantendo contato com o filho pelo meio virtual, mas tal contato é dificultado pela mãe cada vez que os genitores discutem questões patrimoniais.

O relator do caso ponderou que é certo o direito de contato do pai com o filho, mesmo que não presencial, porque moram em países distintos: “Mas o que, de todo modo, deve ocorrer de forma ordenada, a fim de garantir o melhor interesse do menor.”

O relator mencionou que a genitora não se opôs ao contato, desde que de maneira organizada e atenta à rotina da criança.Ele lembrou que apesar da idade do menino não possibilitar, aparentemente, o manuseio de equipamentos eletrônicos por si, concluiu não ser o caso de se afastar o pleito sob argumento de que desarrazoada a transferência da incumbência à genitora.

“Já não fosse a ausência de oposição ao pleito, reitera-se que o que se pretende preservar é justamente o melhor interesse da criança em construir uma relação com o pai, que se encontra afastado da convivência física por motivos de trabalho”, refletiu o relator.

Quais são os tipos de guarda de filhos e quais as diferenças entre elas?

Assunto recorrente para o Direito de Família, a guarda de filhos é o direito/dever dos pais de ter os filhos menores de dezoito anos em sua companhia para criá­‑los e educá­‑los. A guarda é um atributo do poder familiar, mas não se restringe a ele e não está necessariamente vinculada à conjugalidade dos pais. Existem várias modalidades de guarda, embora, no Brasil, a regra seja de aplicação da guarda compartilhada. Nesse post, o advogado Rodrigo da Cunha Pereira, especialista em Direito de Família e Sucessões, explica os tipos de guarda e as principais diferenças entre elas.

Continue lendo aqui.

Fonte:
Escritório de Advocacia Rodrigo da Cunha Pereira. O escritório atende em duas unidades:
São Paulo (Rua José Maria Lisboa 860, 10º andar – Jardim Paulista)
Belo Horizonte (Rua Tenente Brito Melo, 1223 – 12º andar – Santo Agostinho)

Imagem de JL G por Pixabay