Pressione "ENTER" para buscar ou ESC para sair

Série “Um olhar sobre a adoção”

claudiovalentin

Fonte: IBDFAM

Escolhas do coração
O Brasil tem hoje mais de 47* mil crianças e adolescentes depositados, esquecidos em abrigos. O número aumenta a cada dia. Para se ter uma ideia, em 08 de maio de 2017 haviam 46.926** acolhidos. A apuração do dia 08 foi feita para a edição 31 da Revista IBDFAM que tratou da adoção. O tema é caro ao Instituto Brasileiro de Direito de Família como, de resto, deveria ser a toda sociedade. É uma situação cruel, dramática e que parece de difícil solução. Fácil não é, mas não é impossível. Requer boa vontade, espírito de solidariedade e que se cumpra o que prevê a Constituição Federal, que prioriza o melhor interesse da criança e do adolescente, além de mudanças eficientes na Lei da adoção.
Prestes a completar 20 anos de existência, o IBDFAM se junta à causa da adoção com a proposta de um anteprojeto de Lei do Estatuto da Adoção, ponto de partida para o Projeto “Crianças Invisíveis”, que será lançado no XI Congresso Brasileiro de Direito das Famílias e Sucessões, de 25 a 27 de outubro, em Belo Horizonte.
E para comemorar o Dia Nacional da Adoção, festejado em 25 de maio, tem início hoje Um olhar sobre a adoção, série de reportagens sobre o tema que será destaque, semanalmente, em nosso Boletim. Na estreia, “Escolhas do coração” traz a história emocionante de cinco famílias que se juntaram pelos laços do amor.
Acesse os links abaixo e confira: adoção monoparental de três crianças negras; a adoção de uma criança de 10 anos com doença crônica; a adoção de um bebê por um casal homoafetivo, que também aguarda a chegada de outro filho; a adoção monoparental tardia de um adolescente e a adoção de um bebê com doença crônica.